quarta-feira

AGRESSÃO CONTRA ESTUDANTES E PROFESSORES NA CÂMARA DE SOBRAL


Ativistas denunciam que foram atingidos com spray de pimenta na Câmara de Sobral

Durante protesto na sessão plenária da Câmara Municipal de Sobral, realizado na noite de terça-feira (20), estudantes e ativistas do movimento LGBT de Sobral, que defendia à manutenção de veto do prefeito. Denunciam que foram atingidos com spray de pimenta pelo grupo especializado ROMU da Guarda Municipal.

Houve tumulto com um grupo adversário que estava favorável a derrubada do veto, durante a confusão, os manifestantes Diego Silva e Eduana Guarani, foram atingidos por agentes da Guarda Civil Municipal (GCMS), que resultou na condução dos atingidos para o Hospital Regional, para limpeza e neutralização dos efeitos do gás. 

Pela rede social fecebook, a professora Universitária Rô Pimenta (UVA), criticou a postura do presidente da Câmara por não ter intervindo no ocorrido, e condenou ainda a truculência da GCMS. “Repressão na Câmara Municipal de Sobral, que não é mais a casa do povo, agora é a casa dos fundamentalistas religiosos. Mas estou preocupada com tanto ódio e ignorância”. Muita ignorância!

Na votação, com a ausência de dois vereadores que favoreceu diretamente a manutenção do veto do prefeito, o placar final ficou em 10 votos pela derrubada do veto e 09 pela manutenção da medida. Que resultou na manutenção do Veto.
Confira no vídeo (AQUI)

UJS


EmoticonEmoticon