segunda-feira

POLÍCIA CIVIL DE ITAPAJÉ ELUCIDA CHACINA OCORRIDA NA CADEIA PÚBLICA DA CIDADE EM TEMPO RECORDE


A Polícia Civil do Estado do Ceará identificou a pessoa responsável por levar as duas armas, revólveres calibre 38, utilizadas nas mortes ocorridas na última segunda-feira (29) dentro da Cadeia Pública de Itapajé. Trata-se de uma adolescente, companheira de um dos detentos envolvido na ação criminosa. A suspeita foi identificada e prestou depoimento. Ela deve responder pelos homicídios como partícipe, uma vez que forneceu o meio material dos delitos.

Além da identificação da adolescente, a Polícia indiciou sete internos que participaram direta ou indiretamente nos homicídios. Os indiciados são: Alex Pinto Oliveira Rodrigues (24), com passagens por contravenção penal, roubo, dano, direção perigosa, crimes de trânsito e porte ilegal de arma de fogo; Antônio Jonatan de Sousa Rodrigues (22), com passagem por roubo e corrupção de menor; Artur Vaz Ferreira (26), com passagens por furto e porte ilegal de arma de fogo; Francisco das Chagas de Sousa (24), conhecido por "Chicó" e com passagens por lesão corporal dolosa, porte e posse ilegal de arma de fogo; Francisco Idson Lima de Sales (19), com passagens por tentativa de homicídio e roubo; e William Alves do Nascimento (20), conhecido por "William do Cavalo" ou "Batata", com passagens por crime de trânsito e homicídio consumado, além de Murilo Borges Araújo (25), que já responde por dois homicídios.

Conforme o delegado André Firmino, titular da delegacia municipal e presidente do inquérito policial, a motivação das mortes se deu por rixa entre os grupos rivais existentes dentro da cadeia. "Em depoimento, um dos indiciados afirmou que estavam em conflito com o grupo dos presos que acabaram mortos", disse o delegado.


“Ressaltamos a celeridade das investigações, em quatro dias sabíamos como tudo havia se passado, foram ouvidas 29 pessoas no bojo do inquérito policial, apenas com uma Polícia Civil fortalecida através de investimentos maciços, tanto em efetivo, como em logística, será possível combater e antever ações como as que temos enfrentado recentemente em todo o Estado, sem investimento em demasia na Polícia Judiciária, é impossível combater a impunidade e levar essas pessoas que escolheram o caminho do crime á justiça”, disse o Delegado André Firmino, titular da Delegacia de Policia Civil de Itapajé.
Via Polícia Civil do Ceará em Ação


EmoticonEmoticon