quarta-feira

VEREADORES MANTÉM VETO DO PREFEITO AO PROJETO QUE PROÍBE O ENSINO DA IDEOLOGIA DE GÊNERO


Em Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Sobral, realizado na noite de terça-feira (20), vereadores manteve o veto do prefeito ao projeto que proíbe o ensino da ideologia de gênero e orientação sexual nas escolas mantidas pela prefeitura. 

Na votação, com a ausência de dois vereadores que favoreceu diretamente a manutenção do veto do prefeito, o placar final ficou em 10 votos pela derrubada do veto e 09 pela manutenção da medida. Que resultou na manutenção do Veto. 

Na decisão do prefeito Ivo Gomes, em vetar a lei, se deu pelo entendimento que a matéria era inconstitucional porque somente a União teria competência para legislar sobre diretrizes educacionais e normas gerais de ensino.

Houve manifestações de ambos os lados. Lideranças religiosas da Igreja Católica da Diocese de Sobral, e das Igrejas Evangélicas mobilizaram fiéis para pressionar os vereadores para votar pela derrubada do veto do prefeito. Como os ativistas do movimento LGBT de Sobral, Estudantes, Movimentos Sociais que defende os Direitos Humanos, que desejavam que os vereadores mantivessem o veto. 

A bancada de situação tem um número maior de vereadores em relação à bancada da oposição. Contudo, havia rumores que vereadores da base, por questões religiosas poderiam ter votado contrários ao veto do prefeito, o que colocariam cheque suas provas de fidelidade na votação do veto.
Célio Brito


EmoticonEmoticon