domingo

CRUELDADE: HOMEM ESTUPRA, AGRIDE E MATA MULHER PORQUE ELA SE NEGOU A FAZER SEXO.


A jovem, de 24 anos, tinha saído com amigas para comemorar o Dia Internacional da Mulher.


O corpo de uma jovem desaparecida desde o dia 8 de março foi encontrado na última quinta-feira (15/3) em avançado estado de decomposição em Cabo Frio, Rio de Janeiro. O principal suspeito do crime afirmou à polícia que matou Ingrid Veridiane Ferreira, 24 anos, porque ela se negou a fazer sexo com ele. A vítima foi estuprada e agredida antes de morrer. Ela tinha saído com amigas para comemorar o Dia Internacional da Mulher. De acordo com o depoimento do acusado, eles se conheceram em um bar e saíram juntos já na madrugada de sexta-feira (9).

“Os dois estavam em um bar, uma pizzaria. Ela estava com um pessoal e ele também na companhia de amigos. Depois, juntaram as mesas e ficaram conversando. Na madrugada, saíram juntos. Ficaram [se beijaram] e foram para o local próximo, onde ela foi encontrada. Eles foram de bicicleta, com Ingrid na garupa, e ficaram namorando. Mas, ele quis fazer sexo e ela negou, porque tinha acabado de conhecê-lo”, disse o delegado Marcelo Braga, que investiga o crime.

O suspeito confessou que deu aproximadamente 10 socos no rosto de Ingrid e depois a levou para dentro do mangue de um local conhecido como Dormitório das Garças. “A jovem já estava desfalecida com os socos e ele percebeu isso em um momento que o corpo dela estava virado. Se já não estava morta, morreu afogada ali”, conta o delegado. Com as informações dadas pelo criminoso, o corpo dela foi achado. A família só a reconheceu por conta das tatuagens dela. As informações são do G1.


EmoticonEmoticon