quarta-feira

UM AVISO GRÁTIS


Por Valdenir Aguiar

Para uma parcela de brasileiros que infelizmente, vítimas de uma verdadeira lavagem cerebral, se manifestam como seguidores e apoiadores do preso com maior notoriedade neste país, Luís Inácio Lula. É com imensa satisfação que, após uma avaliação mais detalhada do real estado e condição deste réu, mesmo com toda benevolência da lei em favor da delinquência, não é provável que tenhamos o desprazer de mais uma vez, sermos surpreendidos pelas ações protecionistas das instituições superiores da nossa justiça, em favor do ilegal, dando liberdade a este. Como todos sabem, ao delinquente em questão, já apesar de uma redução lhe é imputada uma pena de mais de 8 anos de prisão. Sua defesa já se prepara para, fazendo uso das brechas da lei, solicitar sua soltura, pois com o cumprimento de apenas 1/6 da pena imposta, o réu já poderia ser solto. Porém, o indivíduo em questão, fora esta primeira condenação, existe uma segunda já imposta, esta, equivalente a mais de 12 anos. Caso haja a confirmação desta condenação em segunda instância, a pena será agregada à primeira, expandindo mesmo com todos os benefícios concedidos pela lei, o período de apreensão do presidiário em evidência. Caso a justiça não venha a efetuar a confirmação em segunda instância antes de sua soltura em relação à primeira condenação, tão logo isto seja feito o réu será recolhido novamente. Convém lembrar que existem em tramitação, mais de 6 processos contra este presidiário. Muito improvável que o Sr. Lula, venha a ter sua liberdade plena novamente. Fico a me perguntar, caso seus defensores solicitem sua liberdade com base neste famigerado regime de progressão, o réu terá que comprovar  uma ocupação, Lula volta ao ABC como metalúrgico ou passará a dar palestras nas universidades? No Brasil, este paraíso para o crime, tudo é possível. Público alvo é que não faltaria. É de lascar. Vergonha total.


EmoticonEmoticon